Pressione ESC para fechar


0

Tudo sobre gestão de RH em franquia

Se você fizer uma pesquisa rápida, pode verificar que poucos blogs ou portais falam da importância da gestão de RH em franquias. Infelizmente, essa área tem sido negligenciada, e por isso, diversos problemas aparecem.

O principal problema da falta de gestão é só a ponta do iceberg: os processos trabalhistas estão em uma crescente interessante, que vale a pena analisar e entender o porquê. Em 2020 foram 318.053 casos julgados, e a despesa da justiça do trabalho com cada novo processo teve a média de R$ 8.177,83.

Quer mais dados? Somente de horas extras em junho de 2021 foram 20.719 processos.

É imprescindível que as franquias compreendam a necessidade de ter processos de RH e DP e façam uma gestão inteligente para melhorar a qualidade de vida dos colaboradores, sobretudo.

Neste artigo, você vai entender a importância da gestão de RH nas franquias, quais medidas podem ser tomadas para melhorar os processos internos, e quais os benefícios que cuidar das pessoas pode trazer para sua empresa.

Veja os tópicos que você verá a seguir:

  • Recursos Humanos: o que é e para que serve
  • Por que ter uma gestão de RH em franquia?
  • Lei da franquia: De quem é a responsabilidade pela contratação?
  • Por que estruturar um RH em franquia?
  • Conclusão

    Boa leitura!

    Recursos Humanos: o que é e para que serve

    O departamento de Recursos Humanos surgiu como “Recursos Industriais” durante a Revolução Industrial. Devido às novas tecnologias e novos meios de produção, houve a necessidade de organizar os assuntos pertinentes entre empregado e empregador.

    No início do século XX, o RH passa a ter um papel cada vez mais importante: o mundo evoluía, bem como as legislações que determinavam a nova regra do jogo. As leis trabalhistas foram amplamente difundidas em todo o mundo para estabelecer proteção aos trabalhadores.

    Da origem do setor para os dias atuais, muita coisa mudou. Além da tecnologia de hoje que desburocratiza diversos processos de RH e DP, o setor de Recursos Humanos é importante para as empresas cuidarem de seu recurso mais precioso: as pessoas.

    Sendo assim, o setor de Recursos Humanos é um dos pilares da gestão estratégica de qualquer empresa. Isso porque não há como a companhia ter sucesso se negligenciar o seu próprio time de profissionais.

    Em resumo, o RH serve para organizar todo e qualquer processo referente aos colaboradores, desde a admissão, acompanhamento, garantir o cumprimento da CLT, até o desligamento.

    Qual a diferença entre RH e DP?

    É comum haver confusão sobre os termos RH e DP. Acontece que eles são diferentes e possuem funções distintas em uma empresa. Enquanto um é focado em processos humanos, o outro cuida das burocracias.

    O Departamento Pessoal, ou DP, é uma área muitas vezes conectada à Contabilidade ou Setor Financeiro de uma empresa. Nesse sentido, o setor de DP é responsável por direcionar o pagamento de taxas e impostos, bem como fazer o cálculo de INSS, 13º salário, rescisão, salário, registro em carteira, entre outros.

    Já o setor de Recursos Humanos tem a finalidade de acompanhar os colaboradores, verificar e desenvolver as competências que a empresa necessita. Este é o setor que procura estabelecer um vínculo entre a empresa e o colaborador.

    O setor de RH atua com processos de recrutamento e seleção, planos de carreira, fit cultural, gestão de competências, elaboração de treinamentos, gestão de benefícios, e projetos de cuidado com a saúde e bem-estar de todos.

    Em muitos casos, o setor de RH e o DP são um só, ou até mesmo, uma pessoa realiza toda a gerência de todos os processos humanos e burocráticos, dependendo do porte da empresa. Outra possibilidade é que o DP seja uma subdivisão do RH.

    No entanto, para facilitar o seu entendimento, vamos nos referir ao setor de modo geral como RH.

    Por que ter uma gestão de RH em franquia?

    Independente se você é um franqueado ou um franqueador, ou do tamanho de sua franquia, você certamente precisa gerenciar pessoas.

    Todo e qualquer empreendedor almeja que o seu empreendimento seja bem sucedido em todos os aspectos. Todavia, os resultados pretendidos aparecem quando os gestores se comprometem a tornar o ambiente de trabalho mais produtivo e mais feliz.

    Por isso, a atuação do RH precisa ser completa, não somente em processos burocráticos, mas, especialmente em investir no sucesso do colaborador, antes de tudo. Logo, uma equipe engajada gera cada vez mais e melhores resultados para a empresa.

    Outro aspecto importante de ressaltar é o custo de contratação. Você sabe quanto custa um colaborador? Nós escrevemos um artigo sobre o tema.

    Por outro lado, existe a taxa de turnover, ou taxa de rotatividade que se torna maior em determinados cargos que não exigem alta qualificação. O custo benefício de se manter um colaborador e investir na formação dele, certamente é maior a longo e médio prazo.

    Contudo, esteja sempre atento às necessidades pessoais e profissionais das pessoas. Lembra que citamos no inicio deste artigo sobre a qualidade e felicidade no trabalho? É aí que entra a importância da gestão de RH.

    Uma boa gestão mensura indicadores que podem ser um termômetro qualitativo e quantitativo, seja da jornada dos seus colaboradores, como a qualidade produtiva deles. Ao mesmo tempo, essas informações são muito valiosas a nível de gerência e tomada de decisão.

    Lei da franquia: De quem é a responsabilidade pela contratação?

    A antiga lei de franquias (lei 8.955 de 15/12/94) tratava apenas questão de vínculo empregatício apenas entre franqueador e franqueado. Na prática, já não existia sequer responsabilidade do franqueador por débitos trabalhistas, e muitas vezes essa informação está celebrada no contrato de adesão.

    O que ratifica a responsabilidade empregatícia está no parágrafo 2º do artigo 2 da CLT que diz:

    Art. 2º – Considera-se empregador a empresa, individual ou coletiva, que, assumindo os riscos da atividade econômica, admite, assalaria e dirige a prestação pessoal de serviços.

    § 2º – Sempre que uma ou mais empresas, tendo, embora, cada uma delas, personalidade jurídica própria, estiverem sob a direção, controle ou administração de outra, constituindo grupo industrial, comercial ou de qualquer outra atividade econômica, serão, para os efeitos da relação de emprego, solidariamente responsáveis a empresa principal e cada uma das subordinadas.

    Já a nova lei 13.966/19 aborda alguns aspectos que podem ser interpretados no cenário do RH. Um aspecto é a indicação de fornecedores homologados para manter um padrão de qualidade pré definido no modelo de negócio, memorandos ou manuais da franquia.

    Com isso, o franqueador pode indicar o que é oferecido para o franqueado e em quais condições, seja suporte, supervisão, serviços prestados ao franqueado, incorporação de inovações tecnológicas, treinamento, etc.

    Ou seja, se você é um franqueador, é interessante que a sua franquia possa oferecer softwares com custo benefício para que os franqueadores tenham qualidade de gestão no RH. Isto é, software de controle de ponto eletrônico como a Ponto Icarus, recrutamento e seleção, plataformas que possam mensurar avaliação e desempenho, entre outros.

    No entanto, é válido ressaltar que a imposição das franquias sobre a contratação de pessoas configura ingerência administrativa, e neste caso, a franqueadora pode ser responsabilizada por débitos trabalhistas, além de cometer uma falta grave que pode agredir o contrato entre as partes.

    Via de regra, a responsabilidade trabalhista do franqueador é nula.

    Franqueadores: caso a sua empresa esteja em processo de formatação de franquia, vale acionar a empresa que está prestando consultoria e elaborando memorandos, manuais e contratos da sua nova franquia, reflita e discuta a importância de eleger softwares de gestão de pessoas também.

    Uma boa estratégia é incluir sistemas homologados para as franquias, pois, além de melhorar a qualidade de gestão dos seus franqueados, você pode evitar gastos desnecessários com honorários advocatícios para destituir a responsabilidade empregatícia da sua franquia perante um tribunal.

    Franqueados: A realidade de muitas franquias não é contratar softwares caros ou complexos. No entanto, a implementação de softwares e sistemas de RH ou gestão de pessoas pode evitar problemas com contabilidade, processos jurídicos trabalhistas, e desequilíbrio financeiro. Opte por verificar se a franqueadora possui sistemas homologados para sanar essa necessidade.

    A Ponto Icarus é o sistema de controle de ponto ideal para sua franquia. Saiba mais clicando aqui.

    Por que estruturar um RH em franquia?

    A estrutura de RH é diferente para cada tipo de empresa e necessidade. No entanto, esta é uma área que não pode ser negligenciada, caso você queira investir e fidelizar as pessoas que trabalham com você.

    Talvez você possua poucos colaboradores, e devido ao “pouco volume” de tarefas, você se pergunte: “qual é a necessidade da gestão de RH na minha franquia”?  Ou então, a sua franquia é sede e possui um alto volume de tarefas administrativas de RH.

    De qualquer modo, o RH possui importância e impacto na gestão. Listamos alguns motivos para implementar o RH na sua franquia:

    Recrutamento e seleção inteligente

    Tudo começa na contratação do seu time. Ao analisar um currículo para efetuar a contratação, deve-se considerar alguns fatores decisivos para eleger o melhor profissional para preencher determinada vaga: qual é a cultura ideal para implementar e qual é o perfil que se encaixa na demanda que minha franquia necessita?

    Após analisar o objetivo da empresa e se o candidato possui fit cultural com a empresa e cargo, ele pode estar apto a preencher a vaga. Existem algumas plataformas no mercado que realizam o mapeamento das habilidades e competências do candidato e compara com as necessidades da empresa no momento da contratação.

    Análise de desempenho dos colaboradores

    O que é resultado para sua empresa? A partir dessa compreensão, identifique os processos que geram resultados e a forma de execução de cada um deles.

    É importante ressaltar que analisar o desempenho não se trata de “achismo” ou “impressões”. Trata-se de mensurar as ações para se chegar em um resultado e o que, como e porque os profissionais se mobilizam para entregar tal resultado.

    Para franquias, o mais comum é mensurar os resultados das vendas. Se este for o seu caso, estude novas técnicas de vendas e complemente o que a sua equipe já vem desenvolvendo. Mesmo assim, adote metodologias que possam mensurar quantidade e qualidade.

    Acompanhamento do índice de qualidade do atendimento ou serviço prestado

    Atendimento ao cliente é uma área ampla, mas pouco assistida pelos gestores de franquia. Não é “só vender”, é sobre atender com qualidade. Muitos clientes não passam da porta da sua loja pois já observam alguns gatilhos que possam caracterizar um mal atendimento.

    Algumas franqueadoras utilizam o famoso “cliente oculto” para mensurar isso. Esse personagem se passa por cliente e ativa alguns gatilhos para verificar a qualidade do atendimento, produto ou serviço prestado.

    De tempos em tempos, adote metodologias que possam verificar a qualidade da sua equipe, e sempre ouça seus clientes, pois eles podem indicar problemas imperceptíveis aos seus olhos.

    Em resumo, sua equipe deve estar sempre disposta a atender com qualidade, a suprir a necessidade do cliente, e além disso, superar expectativas.

    Da mesma forma que é exigido empenho para trazer novos clientes, os fidelize e treine a sua equipe para encantar seus clientes desde o primeiro contato.

    Gerir as habilidades e competências da equipe

    Cada colaborador tem uma personalidade diferente e um perfil ideal para determinada tarefa. Cabe aos gestores analisarem o comportamento de cada um deles para direcionar para tarefas específicas.

    Pesquisas apontam que cerca de 90% dos brasileiros não estão felizes com o seu trabalho. Parte do motivo se trata da negligencia das empresas em acompanhar seus colaboradores e oferecer um bom ambiente e atribuir tarefas que ele vai se empenhar para executar.

    Capacitação e treinamento profissional

    É sempre bom desmistificar um detalhe: o seu colaborador não sabe de tudo. Claro, você o contratou para que ele desempenhe tal tarefa, mas ele precisa se desenvolver e de treinamento quando necessário.

    Se tornou comum no mercado a exigência de diversas habilidades que o profissional não tem, pois não teve a oportunidade de ser desenvolvido. Quando uma empresa contrata alguém, esse alguém espera respeito, incentivo e recursos para entregar o resultado esperado.

    Caso você perceba que o seu colaborador não está sabendo executar tal tarefa, designe alguém para treiná-lo e aprimorar o conhecimento da sua equipe. E, lembre-se: treinar um profissional não é gasto, é investimento que beneficia o tempo de permanecia dele na sua empresa.

    Motivação e engajamento individual e por equipe

    Uma das maneiras de ter constância na motivação e engajamento dos seus colaboradores é sempre lembrar o motivo pelo qual a empresa existe e a importância do seu time para sua franquia. As pessoas gostam de se sentir úteis e insubstituíveis.

    Entretanto, talvez você tenha observado que cada colaborador é estimulado de maneira diferente. Existem diversos tipos de benefícios que a sua empresa pode adotar para que as pessoas se sintam aparadas e cuidadas.

    Por falar em cuidado, os números sobre saúde mental são alarmantes. Estudos apontam que 24% dos trabalhadores já precisaram se afastar do trabalho devido ao estresse. Não há como manter a motivação de um colaborador ou de uma equipe se existem problemas na gestão de pessoas.

    Este estudo também pode nos instigar a pensar alguns motivos para isso: a falta de fit cultural, a sobrecarga e também os problemas interpessoais podem gerar desmotivação e até mesmo demissão.

    Quem nunca se demitiu ou cogitou se demitir por conta de um colega de trabalho que lhe causava incomodo ou lhe prejudicava de certo modo?

    Problemas internos acontecem, no entanto, a solução deve acompanha-los. Existem duas formas de sanar problemas: evitando-os ou eliminando-os pela raiz.

    Sempre que for avaliar uma solução, pondere todos os aspectos e seja o mais imparcial possível. Aja com a razão e preocupe-se em não ser influenciado por impressões ou opiniões terceiras.

    Destino correto de recursos e investimentos de pessoal

    A gestão estratégica de RH pode contribuir para isso. Quando se tem dados, números e informações relevantes, a empresa como um todo pode gerenciar melhor os seus recursos de pessoal, de tempo e financeiros.

    No caso dos recursos financeiros, diversas empresas possuem problemas com horas extras, por exemplo. Pela falta de controle, a empresa acaba tendo que comprometer seu orçamento ou lucro para pagar as horas extras do colaborador. Mas, será que elas realmente eram necessárias?

    Todos os pontos que abordamos anteriormente podem servir para evitar problemas gerenciais, financeiros e até mesmo processos trabalhistas. O TST divulgou que, apenas em junho de 2021 foram mais de 20 mil processos apenas de horas extras. No ano anterior foram quase 50 mil num período de 12 meses.

    Esse dado é reflexo também da falta de controle de ponto no home office devido a adesão em massa e quase nada estruturada devido a pandemia do covid-19. Porém, os processos que envolvem horas e ônus da prova sempre chamam muita atenção e revelam falta de gestão neste sentido.

    Gestão de Jornada e Controle de Ponto

    Esta tarefa quase não passa pela cabeça de um franqueado no momento da aquisição da franquia. No entanto, este controle exige muito mais do que escrever o horário de entrada e saída dos colaboradores.

    A gestão eficiente da jornada de trabalho pode ser decisiva para que o gestor possa mensurar a responsabilidade e comprometimento de seus colaboradores. Ao mesmo tempo, os dados de horários, taxas de absenteísmo e horas excedentes podem indicar possíveis problemas na sua equipe.

    Todo empreendedor busca profissionais que estejam alinhados com o seu propósito e que possam contribuir para o desenvolvimento da sua empresa. Mas, nem todas as pessoas que você contrata vão desempenhar conforme o esperado. Isto pode revelar falta de engajamento ou problemas de clima ou interpessoais.

    Você pode considerar uma grande burocracia o registro de ponto, e de certo modo é quando ele não possui propósito. Existem ferramentas no mercado como o Aplicativo de Ponto Icarus que exibe um painel completo com estas e outras informações.

    Em resumo, o controle de ponto pode beneficiar o acompanhamento de indicadores de desempenho, clima, engajamento individual ou por equipe, carga excessiva de trabalho, qualidade de vida no trabalho e até mesmo o motivo das horas excedentes.

    Conclusão

    A gestão de RH em franquias é fundamental para o desenvolvimento saudável do negócio. Diversas empresas tem dificuldade para alcançar resultados esperados devido a falta de acompanhamento das necessidades de RH e DP.

    Como você pode compreender, o franqueador não possui responsabilidade empregatícia com os colaboradores de seus franqueados, no entanto, ele pode oferecer softwares de gestão homologado para otimizar os processos de gestão de RH.

    Por outro lado, os franqueados também podem buscar soluções para uma melhor efetividade e assertividade nos processos pertinentes ao colaborador. Isso inclui, por exemplo, uma gestão de ponto eficiente que pode garantir ao empregador o registro de ponto e o ônus da prova caso seja acometido por um processo trabalhista.

    A Ponto Icarus a melhor solução de controle de ponto online, com o melhor custo benefício do mercado. Nossos planos cabem no orçamento de qualquer empresa, e além disso, podem potencializar os resultados da sua franquia através da gestão eficiente que cabe na palma da sua mão.

    Verifique condições especiais para franqueados que possuem mais de uma unidade de franquia, franqueadores que buscam homologar um software de gestão de ponto eficiente, e consultorias e formatadoras de franquia que buscam oferecer um produto de qualidade aos seus clientes.

    Conheça agora mesmo a nossa plataforma! Teste por 7 dias grátis e comece a gerenciar o RH da sua franquia da maneira mais intuitiva, assertiva e produtiva.

    Não fique de fora das nossas novidades! Estamos nas redes sociais e queremos te informar de tudo o que acontece por aqui. Siga-nos e se inscreva em nossa newsletter para receber o conteúdo de qualidade para revolucionar o seu RH.

    Instagram | Facebook | YouTube | Pinterest | LinkedIn

  • Deixe um comentário