Pressione ESC para fechar


0

Tudo Sobre Calendário RH 2022

O início de um novo ano é sinônimo de planejamento! Por isso, depois do período de festas e recesso da equipe, um dos primeiros pontos de análise para a gestão é o calendário do RH para 2022.

Realizar este planejamento logo no início do ano evita que possíveis atrasos e falhas venham a acontecer. Assim, é possível evitar surpresas e planejar ações com maior criatividade e preparo.

No entanto, nem sempre é possível lembrar de todas as datas e comemorações relevantes para o ano. Afinal, são 365 dias que precisam ser analisados com muito cuidado e atenção.

Pensando em te ajudar, reunimos neste artigo as principais datas e comemorações que devem ser acompanhadas pela sua empresa.

Confira!

  • Por que estruturar o calendário de 2022 para o RH?
  • Como estruturar um calendário de RH para 2022?
  • Calendário RH: Datas Essenciais para 2022
  • Calendário de Feriados 2022
  • Conclusão

    Por que estruturar o calendário de 2022 para o RH?

    Muitos profissionais ainda se questionam se a elaboração de um calendário de RH ainda é uma atividade assertiva. Afinal, existem diversos imprevistos e mudanças que ocorrem ao longo do ano.

    Mas, em um setor extremamente estratégico como o RH, é preciso investir em dois elementos fundamentais para o sucesso de todas as ações: previsão e prevenção.

    Dessa forma, para que as estratégias sejam feitas da maneira prevista e contemplando todos os detalhes essenciais, a estruturação de um calendário de RH torna-se um dos processos mais relevantes para o setor.

    Por isso, o principal objetivo em realizar a elaboração do calendário não está na criação de um plano infalível, mas de um caminho que minimize erros e ofereça uma perspectiva mais ampla sobre os principais eventos e obrigações ao longo do ano.

    Além disso, é preciso lembrar que o calendário não deve ser um documento estático, mas um guia dinâmico que acompanhe as necessidades da empresa.

    Assim, ao elaborar um calendário de RH para o ano, é possível:

    • Aumentar a produtividade do setor;
    • Desenvolver ações com maior planejamento;
    • Estar preparado para imprevistos e desafios ao longo do ano;
    • Estabelecer uma visão de longo prazo para o departamento;
    • Estruturar um planejamento financeiro para a empresa;
    • Organizar e notificar férias dos colaboradores com mais segurança;
    • Alinhar estratégias junto aos demais setores.

    Como estruturar um calendário de RH para 2022?

    Antes de iniciarmos este tópico, é preciso lembrar que a elaboração do calendário do RH deverá seguir as particularidades de cada empresa.

    No entanto, existem alguns passos essenciais que devem ser executados para que o planejamento seja realizado com maior assertividade.

    Analise os objetivos e metas da empresa

    O primeiro ponto é analisar os objetivos e metas organizacionais. E para isso, o RH precisa estar alinhado ao planejamento estratégico da empresa.

    Dessa forma, os eventos e a forma como serão feitos precisam fazer sentido para a estratégia da empresa.

    Por exemplo, se um dos objetivos da empresa é garantir uma certificação como o GPTW, todas as ações e estratégias do RH deverão estar voltadas para que esta meta seja alcançada.

    Estabeleça datas importantes

    Definir aquilo que é mais importante para a empresa é essencial para um planejamento objetivo.

    Assim, uma das formas de compreender o que é ou não relevante para o negócio é realizar a análise dos valores organizacionais.

    • O que é inegociável para a empresa?
    • Quais atitudes devemos lembrar todos os dias?
    • Como podemos alinhar os nossos valores a um determinado evento durante o ano?

    Responder a estas perguntes permite criar um melhor direcionamento para o que realmente importa.

    Mapeie os feriados

    Outro ponto essencial é realizar o mapeamento de todos os feriados do ano.

    Assim, é possível planejar as folgas com maior objetividade e evitar o excesso de trabalho durante determinados períodos.

    Por isso, além de manter a atenção aos feriados nacionais, cada empresa deverá mapear os feriados municipais e estaduais.

    Reúna as principais campanhas, datas comemorativas e alinhe com o endomarketing

    A elaboração do calendário do RH também deve estar direcionada para a promoção de maior engajamento e envolvimento dos colaboradores com a empresa.

    Assim, para que o setor desempenho um papel estratégico no negócio, é preciso manter o alinhamento de campanhas e datas comemorativas com as ações de endomarketing.

    Planeje seu orçamento para 2022

    A estruturação do calendário impacta diretamente no setor financeiro da empresa.

    Visto que, caso sejam definidas campanhas, eventos, estratégias de gamificação e confraternizações, as finanças da empresa precisam estar prontas para arcar com os custos.

    Além disso, o pagamento dos impostos e da folha de pagamentos também precisam estar incluídos no planejamento.

    Assim, além da elaboração de um orçamento anual para o setor, é preciso manter a comunicação com o setor financeiro para evitar possíveis conflitos.

    Esteja atento ao eSocial

    O atendimento às exigências do eSocial é um dos principais direcionamentos para as datas de obrigações e impostos.

    Dessa forma, as empresas devem se guiar pelo sistema para que nenhuma obrigação seja esquecida durante a elaboração do calendário de RH.

    Plano de contingência: pandemia

    A pandemia do Covid-19 nos ensinou uma lição: é preciso manter o preparo para toda e qualquer situação.

    Dessa forma, mesmo que o número de contágios esteja diminuindo, existe a possibilidade de uma nova onda de contaminações, bem como o surgimento de variantes do vírus.

    Por isso, é fundamental que o RH estruture um plano de contingência para um novo cenário da doença.

    Auxílio Emergencial

    O governo irá manter o pagamento de algumas parcelas do auxílio emergencial durante o ano de 2022.

    Assim, o setor de RH de cada empresa deverá estar atento aos prazos de pagamento com o objetivo de fornecer o suporte de informações e direcionamentos necessários a seus colaboradores.

    Calendário RH: Datas Essenciais para 2022

    Datas das obrigações do RH e DP

    Dentre as principais informações que não podem faltar no calendário do RH para 2022, estão as datas de envio das obrigações.

    E para que você não fique perdido em meio a tantos detalhes, nós separamos a descrição e o prazo de envio.

    Acompanhe as principais!

    Espelho de Ponto Folha de Pagamento

    Manter o controle de ponto é uma das atividades críticas do setor de RH. E dentre os documentos que comprovam a eficiência do processo, está o espelho de ponto dos colaboradores.

    Este documento funciona como um relatório mensal da jornada de cada colaborador. Assim, ele deve apresentar informações como o nome do trabalhador e os horários de entrada, saída e intervalos intrajornada durante o período.

    O principal objetivo do espelho de ponto é servir como uma comprovação do período trabalhado.

    Além disso, ele atua como um dos principais aliados no processo de elaboração e análise de indicadores relacionados à produtividade, saúde e bem-estar da equipe.

    Por exemplo:

    • Índices de absenteísmo;
    • Número de atrasos;
    • Ausências justificadas e não justificadas;
    • Realização de horas extras;
    • Excesso de trabalho dos colaboradores.

    Assim, o espelho de ponto é um dos registros que servem para comprovar a necessidade de contratação de um novo colaborador para a empresa.

    Afinal, caso uma equipe esteja realizando horas extras com regularidade para atender às necessidades de entregas, a contratação de um novo membro poderia reduzir a carga de trabalho e promover a melhor distribuição de tarefas.

    Por se tratar de um registro, o colaborador deverá receber o documento mensalmente para que possa analisar e, caso não existam divergências, assinar para comprovar que concorda com o conteúdo do documento.

    Por ser um documento que demonstra a jornada de trabalho do mês anterior, o espelho de ponto deverá ser entregue antes da realização do pagamento do salário.

    Portanto, assim como a folha de pagamentos, é necessário enviar o registro até o 5ª dia útil de cada mês.

    Por isso, fica a orientação: não realize o pagamento antes de apresentar o espelho de ponto e evite problemas com a sua equipe.

    CAGED

    Bastante conhecido entre os profissionais da área de departamento pessoal, o CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) é uma obrigação acessória que reúne todas as admissões e demissões realizadas pelas empresas.

    Dessa forma, este documento serve como base para análise da situação do mercado de trabalho no Brasil, mensurando o percentual de colaboradores empregados e desempregados de acordo com os números de registros formais.

    Assim, o envio deste documento é fundamental para que o governo possa avaliar as melhores estratégias com o objetivo de diminuir os índices de desemprego.

    Com o surgimento do eSocial, algumas empresas passaram a estar desobrigadas a realizar o envio deste documento. Assim, alguns grupos estão desenquadrados, como os grupos 1, 2 e 3.

    Assim, esta obrigação deverá ser entregue mensalmente até o 7º dia do mês subsequente.

    Por exemplo, se uma empresa identificou, no mês de janeiro, que nenhum de seus colaboradores está recebendo o seguro-desemprego, ela deverá elaborar e enviar o CAGED até o 7º dia do mês de fevereiro.

    SEFIP/GFIP

    Dentre os diversos sistemas que precisam ser utilizados pelos profissionais de RH e departamento pessoal, está o SEFIP (Sistema Empresa de Fundo de Garantia e Informação à Previdência Social).

    Este é um programa desenvolvido pela Caixa Econômica Federal com o objetivo de funcionar como uma plataforma de recolhimento e consolidação das informações referentes tanto às empresas quanto aos seus colaboradores. E assim, realizar o repasse ao FGTS e Previdência Social.

    Dessa forma, o aplicativo é destinado tanto para pessoas físicas quanto jurídicas.

    Assim, o SEFIP é o programa que possui o objetivo de gerar a GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social), um documento de envio obrigatório que deve ser recolhido até o dia 7 (veja bem, não é o 7º dia!) do mês seguinte.

    É importante lembrar que, caso o dia 7 recaia em um final de semana ou mesmo feriados, o pagamento da guia deverá ser feito com adiantamento. Assim, o empregador deve se guiar através do horário do expediente bancário.

    DCTFWEB

    Desde que a sua implantação em 2018, o eSocial gerou inúmeras mudanças e novidades para o departamento pessoal das empresas. Dentre elas, a criação do DCTFWEB.

    A Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais Previdenciários e de Outras Entidades e Fundos surgiu com o objetivo de substituir a GFIP (Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social).

    O seu principal objetivo é realizar a apresentação das contribuições previdenciárias da empresa para a receita federal, consolidando as informações preenchidas no eSocial e na EDF–Reinf.

    A recomendação é que o seu envio seja realizado de maneira centralizada pela empresa matriz.

    De acordo com a IN RFB Nº 2005, de 29 de janeiro de 2021, dentre as pessoas que precisam realizar a apresentação da declaração, estão:

    • Pessoas jurídicas de direito privado em geral;
    • Fundos de investimentos imobiliários;
    • Entidades federias e regionais, como a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil);
    • Consórcios;
    • Produtores rurais;
    • Microempreendedores individuais.

    Assim, o prazo de apresentação da DCTFWEB é até o dia 15 do mês seguinte. Caso o prazo recaia em um dia não útil, a apresentação deverá ser feita com antecedência.

    DARF Previdenciária

    O DARF Previdenciário é um documento de arrecadação do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

    Dessa forma, ele surgiu como uma maneira de substituir a antiga GPS (Guia da Previdência Social).

    Este documento é uma das guias geradas a partir da apresentação da DCTFWEB. Por isso, caso o envio não seja realizado, também não será possível gerar a DARF Previdenciária.

    Por isso, em situação de não realização do pagamento, algumas consequências podem ser geradas para a empresa, como:

    • Proibição da emissão de certidão negativa;
    • Possibilidade de pagamento de multas e juros sobre o imposto;
    • Autuação pela apropriação indébita previdenciária.

    Assim, o prazo de pagamento do imposto continua sendo até o dia 20 de cada mês, utilizando a mesma regra para os demais impostos: caso a data do recolhimento recaia em dia não útil, ele deverá ser antecipado.

    RAIS

    Assim como o CAGED, a RAIS (Relação Anual de Informações Sociais) é um documento desenvolvido pelo governo com o objetivo de analisar o cenário de desemprego no país.

    Dessa forma, este documento realiza o levantamento de dados estatísticos sobre questões como:

    • Quantidade de trabalhadores formalizados;
    • Número de demissões;
    • Surgimento de novas funções;
    • Setores que mais realizaram contratações.

    Dentre as empresas que estão obrigadas a realizar o envio da RAIS, estão as empresas dos grupos 3,4,5 e 6.

    Empresas optantes pelo SIMPLES Nacional e que realizam o envio das obrigações através do eSocial não precisam enviar a RAIS.

    Assim, por reunir informações gerais sobre as empresas, este documento deve ser enviado entre os dias 14 de fevereiro e 5 de abril.

    DIRF

    A DIRF (Declaração do Imposto sobre a Renda Retido na Fonte) é uma das principais declarações de imposto apresentadas à Receita Federal.

    O seu principal objetivo é informar quais foram os principais valores de imposto de renda e demais contribuições retidas como pagamento a terceiros. Através disso, são evitados casos de sonegação fiscal.

    Assim, essa declaração é feita pela fonte pagadora, que pode ser tanto pessoa física ou pessoa jurídica.

    Para emitir a DIRF, é preciso acessar o Programa Gerador de Declarações, com o prazo de envio até as 23h59min59s do dia 28 de fevereiro

    Dessa forma, se você não quer ter problemas com o fisco em 2022, insira esta data no seu calendário!

    IRRF

    O Imposto de Renda Retido na Fonte é uma das obrigações tributárias que devem ser feitas anualmente para a Receita Federal, servindo como uma maneira de antecipar o imposto de renda e simplificar a declaração.

    Assim, no caso de trabalhadores formais, esse imposto é cobrado para salários que estão acima do teto mínimo de isenção, sendo um valor a ser recolhido mensalmente pela empresa.

    Dessa forma, o IRRF deve ser apresentado até o dia 30 de abril.

    GRCSU patronal

    A Guia de Recolhimento da Contribuição Sindical Urbana patronal  é um imposto de arrecadação destinado às entidades que representam as categorias profissionais.

    Assim, o pagamento é de responsabilidade dos empregadores, estando isentos apenas algumas categorias, como:

    • Empresas sem empregados;
    • Condomínios;
    • Empresas optantes pelo Simples Nacional;
    • Entidades sem fins lucrativos.

    Dessa forma, está também é uma contribuição que deve ser paga anualmente, com o prazo de até o último dia do mês de janeiro.

    13º salário

    O pagamento do 13º salário ainda é um dilema para muitas empresas, visto que existem algumas possibilidades de adiantamento do valor.

    Assim, é preciso que o profissional de DP esteja por dentro dos limites e possibilidades disponíveis!

    O 13º salário é uma espécie de “pagamento extra” aos colaboradores formais, que recebem o pagamento semelhante ao valor do salário mensal, correspondendo ao período de trabalho na empresa.

    Mas como assim?

    Por exemplo, se um colaborador possui mais de 12 meses de trabalho formal numa empresa, no período de pagamento do 13º ele receberá o valor integral do salário.

    Mas caso o trabalhador possua 4 meses de trabalho formal, e esteja no prazo para receber o 13º, o valor a ser pago será proporcional aos meses trabalhados.

    Veja na prática como esta situação funcionaria:

    Salário: R$ 2.000,00

    Período de trabalho formal: 4 meses

    13º = (Salário / 12 meses) * Período de trabalho formal

    13º = (2000 / 12) * 4 = R$ 666,66

    Assim, o pagamento da primeira parcela 13º salário deve ser realizado até o dia 30 de novembro, e a segunda parcela até o dia 20 de dezembro.

    Além disso, existe a possibilidade de realizar o pagamento integral até o mês de novembro, ou mesmo no mês de aniversário do colaborador.

    Mas para isso, essas estratégias precisam estar alinhadas ao planejamento financeiro da empresa!

    Calendário de Feriados 2022

    Além das obrigações legais, existem algumas datas que não podem ser esquecidas pelo RH, seja pela necessidade de paralisação, ou pelo significado atribuído ao feriado.

    Assim, é essencial que o calendário do RH esteja preenchido com os principais feriados do ano.

    JANEIRO

    • Fraternidade Universal

    FEVEREIRO

    • Carnaval – 25 de fevereiro à 4 de março;

    MARÇO

    • Quarta-feira de Cinzas – 5 de março;
    • Dia da Mulher -8 de março;

    ABRIL

    • Sexta Feira Santa 2022 – 15 de abril;
    • Páscoa 2022 – 17 de abril;
    • Tiradentes – 21 de abril;

    MAIO

    • Dia do Trabalhador – 1 de maio;
    • Dia das Mães – 8 de maio;

    JUNHO

    • Corpus Christi – 16 de junho;
    • São João – 24 de junho;

    JULHO

    • Revolução Constitucionalista de 1932 – 9 de julho;

    AGOSTO

    • Dia dos Pais – 14 de agosto;

    SETEMBRO

    • Independência do Brasil – 7 de setembro;

    OUTUBRO

    • Nossa Senhora da Aparecida – 12 de outubro;
    • Dia do Professor – 15 de outubro;
    • Dia do Servidor Público –  28 de outubro;

    NOVEMBRO

    • Finados –  2 de novembro;
    • Proclamação da República – 15 de novembro; 
    • Dia da Consciência Negra –  20 de novembro;

    DEZEMBRO

    • Natal – 25 de dezembro;
    • Ano Novo – 31 de dezembro.

    Além disso, ainda existem os aniversários dos colaboradores, que são datas tão importantes quanto qualquer feriado!

    Assim, manter o calendário atualizado com os aniversariantes do mês é fundamental para o desenvolvimento de ações que promovam o sentimento de pertencimento da equipe e elevem o clima organizacional da empresa.

    Conclusão

    A elaboração de um calendário de RH pode parecer um processo difícil, mas seguindo as nossas dicas ele fica muito mais simples!

    Além disso, este documento possui um papel importante na estratégia da área de Recursos Humanos, já que serve como um elemento de direcionamento de ações tanto para o setor quanto para as demais áreas da organização.

    Por este motivo, o ideal é que este documento seja compartilhado com todas as áreas, para que cada setor tenha o conhecimento sobre os principais eventos e marcos a serem realizados.

  • Deixe um comentário