RH Estratégico: veja as 3 principais características e 4 pontos de atenção

As pessoas estão ganhando cada vez mais centralidade nos negócios, tanto para as estratégias de mercado quanto para a gestão interna das organizações. Nesse sentido, o Departamento de Recursos Humanos deixou de ser uma área apenas operacional e de suporte para assumir protagonismo também na alta diretoria. Esse processo de transformação deu origem ao RH Estratégico, uma vertente com forte tendência de crescimento. 

Outro fator que tem forjado essa mudança é o avanço tecnológico que já permite a utilização de ferramentas cada vez mais eficientes. Elas aprimoram os processos de recrutamento, seleção e retenção de talentos, além de coletar e gerir dados para monitorar o cumprimento de metas. 

Por consequência, essas mudanças também estão exigindo novas habilidades dos gestores de Recursos Humanos. Entre elas, a capacidade de utilizar tecnologias, a gestão remota de colaboradores e a preocupação com a saúde mental de todos os envolvidos.

Nesse artigo, você vai ver os conceitos por trás dessa transformação: as 3 principais características e 4 pontos de atenção para ter um RH Estratégico em sua empresa! 

O que é o RH?  

Vamos utilizar o conceito contido no livro “Gestão de recursos humanos: tradicional e estratégica”, escrito por Gilson José Fidelis e Regina Banov, de 2006. 

“A Administração de Recursos Humanos (RH) é uma área focada em políticas e práticas empresariais para gerenciar as pessoas em seu ambiente de trabalho. Por ser multidisciplinar, ela congrega a Sociologia Organizacional; a Psicologia do Trabalho; as legislações trabalhista, previdenciária e tributária; a Medicina e segurança do trabalho; o Serviço Social etc.”

Isso inclui recrutamento e seleção, cargos e salários, relações trabalhistas e sindicais, treinamento e desenvolvimento, segurança e medicina do trabalho, serviço social e benefícios, além dos serviços gerais do departamento de pessoal.

O que é RH Estratégico?

Até pouco tempo, os administradores se preocuparam mais com a posição que cada trabalhador ocupava no organograma. A finalidade era valorizar suas limitações e focar no aperfeiçoamento individual. Qualidade e produtividade eram sinônimos de competência e habilidade, condições básicas ao desenvolvimento profissional.

Nos tempos atuais, com a grande diversidade de produtos e serviços no mercado, o consumidor tornou-se mais exigente. Esse novo ambiente vem exigindo das empresas uma nova postura estratégica, mais dinâmica, mais agressiva e com alto senso de adaptação às novas demandas. 

Por isso, é indispensável que também os colaboradores sejam mais dinâmicos e adaptados ao novo cenário empresarial. 

Assim sendo, a área estratégica de Recursos Humanos se esforça para desenvolver políticas que repercutam no comportamento e na produtividade dos trabalhadores, acompanhando a cultura da empresa. 

Isso significa que o RH Estratégico implica em assumir a corresponsabilidade pelo negócio, por meio de equipes promissoras, competitivas e inovadoras, além de estimular o desenvolvimento das carreiras profissionais, tornando a empresa viável e permitindo a retenção de talentos no longo prazo.

Quais as 3 principais características do RH Estratégico?

Sem dúvida, a primeira característica mais relevante do RH Estratégico é a visão global da empresa.

Já não faz mais sentido dividi-la em pequenas unidades e com responsabilidades específicas para cada tarefa, sem que os colaboradores entendam como a organização funciona como um todo. 

Os processos precisam ser compartilhados e os envolvidos devem ter uma visão ampla do funcionamento de todas as engrenagens.

A segunda característica predominante é o desenvolvimento de uma boa comunicação e facilidade de relacionamento interpessoal e intersetorial, ou seja, com os diversos atores do processo. 

Nessa área, os objetivos do RH estratégico são propiciar duas linhas de integração:

Uma linha é a vertical com as estratégias do negócio. A outra é a integração horizontal entre os vários setores internos e também externos. Estes últimos são os stakeholders: grupos de pessoas ou organizações que fazem parte do ecossistema da empresa, como investidores, fornecedores, clientes e comunidade em geral.

A terceira característica é a atualização constante. Para isso, o RH Estratégico deve reunir bons profissionais e as melhores ferramentas para aplicar uma gestão moderna. 

Dessa forma, fica clara a necessidade de sempre acompanhar os avanços tecnológicos. Os processos automatizados estão mais ágeis e dinâmicos, com softwares e sistemas específicos, capazes de estabelecer perfis comportamentais, fazer análise de desempenho e avaliar competências. 

Veja 4 pontos de atenção para ter um RH Estratégico 

Primeiramente, precisamos entender que a matéria-prima de qualquer atuação estratégica é a informação qualificada, portanto, as ferramentas básicas do RH Estratégico são os sistemas capazes de coletar e analisar dados confiáveis para mensurar o desempenho da empresa, a partir da atuação de seus colaboradores. 

Só assim torna-se possível identificar falhas e avaliar pontos de melhoria. Por isso, elencamos aqui quatro aspectos importantes para ter um bom RH Estratégico:

  1. Inteligência no processo de decisão

Essa inteligência se refere ao modo pelo qual os dados e os acontecimentos são tratados e usados para fundamentar as decisões. É a partir desse processo que se cria o ciclo de aprendizado: coleta de dados, análise e ação, que leva a nova coleta e assim por diante. 

  1. Criação de processos e mapas 

O desenvolvimento de diagramas e o mapeamento de processos permitem estabelecer o caminho a ser percorrido para o bom fluxo das rotinas do departamento. Dessa maneira, pode-se traçar o encadeamento das ações dentro do plano estratégico.  

  1. Alinhamento das necessidades

Depois de delinear as etapas, parte-se para alinhar as necessidades da empresa em relação aos negócios. Isso é crucial porque de nada adianta criar planos e estratégias que, ao cabo, poderão ir de encontro às orientações e objetivos dos líderes da organização. 

  1. Avanço tecnológico em RH

O RH Estratégico não fica mais ‘atrás do balcão’ numa atitude passiva. Ele vai até os clientes internos e externos levando relatórios detalhados sobre desempenho e produtividade. A tecnologia torna isso possível graças a plataformas e sistemas eletrônicos, como a Ponto Icarus

Conclusão

A inovação deve fazer parte da rotina do RH Estratégico e a Ponto Icarus é uma aliada nesse processo. 

A gestão da empresa se fortalece quando tem à sua disposição informações fidedignas, relatórios realistas e monitoramento on-line, por meio de um sistema simples e completo, além da efetiva e segura gestão do ponto eletrônico.

Faça agora uma avaliação de 14 dias gratuitamente e veja que a Ponto Icarus é peça fundamental para a implantação do RH Estratégico na sua empresa, alcançando novos patamares e se destacando no mercado.

Inscreva-se e receba o nosso melhor conteúdo!

Conteúdos incríveis sobre produtividade, atualizações e ferramentas!

Deixe um comentário

Pressione ESC para fechar