RH e Colaboradores

Conheça as 5 ações estratégicas para melhorar o relacionamento entre RH e colaboradores

Para que uma empresa se destaque no mercado,que está cada vez mais competitivo, é preciso ter uma boa imagem não só externamente, com clientes e parceiros, mas também internamente. E aí torna-se indispensável o bom relacionamento entre RH e colaboradores.  

Sem dúvida, todos nós sabemos como é bom conviver em um ambiente harmonioso, em todos os aspectos da vida. Seja no seio familiar, entre amigos, na vida amorosa, nas interações sociais e religiosas… Enfim, no âmbito profissional não poderia ser diferente. 

No ambiente de trabalho o benefício é ainda maior

Hoje em dia as empresas já entendem a importância das boas práticas e bom clima organizacional, que promovem o bem-estar das pessoas. Isso porque os dois impactam diretamente nos níveis de satisfação, motivação e engajamento, com efeitos diretos do resultado geral do negócio. 

Nesse sentido, o papel desempenhado pelo Setor de Recursos Humanos ganha status estratégico e prestígio entre todos os envolvidos.

Agora, se a maioria dos colaboradores busca suporte apenas para reclamar e tratar de questões burocráticas, é sinal de que ações objetivas precisam ser desenvolvidas para melhorar o relacionamento entre RH e colaboradores.

Como isso afeta a rotina da empresa e a relação entre RH e colaboradores?

A falta de um bom relacionamento entre RH e colaboradores pode levar a um clima organizacional ruim, comprometendo a produtividade das equipes. 

O turnover, que é a intensa rotatividade entre funcionários, por exemplo, é uma das piores consequências, porque gera altos custos na dispensa e na admissão de substitutos. Perder mão de obra, principalmente a qualificada, é sempre prejudicial. Sem contar os gastos com a capacitação dos novatos.

O ambiente que provoca desconforto promove também o absenteísmo, que acontece quando o comportamento do time revela um alto padrão de ausências. Isso ocorre por falta ao trabalho, atrasos demasiados, atestados médicos, licenças e outros.

O sentimento de insegurança propicia ainda um estresse negativo e a baixa participação nos programas de sugestões, por exemplo. A falta de comprometimento da equipe pode indicar receio de expor opiniões ou ideias novas para resolver problemas da rotina de trabalho. A empresa perde muito com este silêncio. 

Por consequência, observa-se uma avaliação cada vez mais negativa do desempenho e queda na produtividade geral da empresa. O que claramente demonstra que os times não estão dando seu melhor no dia a dia.  

Esse cenário é fonte de frequentes conflitos de cunho pessoal, em detrimento das melhorias profissionais, deixando o ambiente cada vez mais tóxico.

O mal-estar generalizado pode favorecer ainda o risco de ameaça de greve, que é uma forma extrema de demonstrar insatisfação. O estopim pode ser uma ou outra circunstância, por pequena de seja, que serve como pretexto para o extravasamento de energias negativas.  

Veja as 5 ações estratégicas para ter um bom relacionamento entre RH e colaboradores

RH e Colaboradores

Indiscutivelmente, empresas são feitas de pessoas e para as pessoas. Todos temos nossas diferenças, prioridades e necessidades específicas, além de sentimentos únicos. 

Lidar com esta diversidade é a missão mais nobre dos profissionais de RH, propiciando um relacionamento estreito entre líderes e seus colegas, abrindo espaço para o diálogo criativo e construtivo. 

Por isso, separamos 5 ações estratégicas para alcançar este objetivo. 

  1.  Escute atentamente

Não dá para fazer nada sem antes descobrir o que realmente está acontecendo. Para isso, antes de mais nada, escute atentamente todos os lados envolvidos. É importante colocar as emoções de lado e conversar sobre o problema em questão ponderando pontos positivos e negativos. Só depois, tomamos a decisão. 

Nessas horas, ter empatia é fundamental. Quer dizer, colocar-se no lugar do outro e buscar um caminho comum, que agregue as pessoas. Do contrário, corremos o risco de deixar o clima pior que antes. 

  1. Melhore a comunicação

Mantenha os canais de comunicação sempre abertos. Isso azeita o fluxo de informações dentro da empresa, que leva a mais criatividade e inovação, além aumentar a agilidade na tomada de decisão e na execução das rotinas. 

Com base no perfil comportamental, redirecione a comunicação utilizando uma linguagem mais próxima da realidade da equipe, fale das coisas que ela mais  valoriza e promova o encontro das expectativas de cada um com as da empresa. 

  1. Capacite as lideranças

O líder é a voz da empresa no ambiente de trabalho. Portanto, não há como melhorar o clima organizacional sem que ele desenvolva as habilidades necessárias para conquistar o melhor da equipe. 

Assim sendo, não basta ser chefe. Precisa saber ouvir para falar com clareza, delegando responsabilidades e descentralizando o poder, além de tomar decisões que levam em conta os interesses de todos. 

Ao mesmo tempo, deve compreender as necessidades das pessoas e buscar maneiras de satisfazê-las, reconhecer os méritos do time e recompensá-lo proporcionalmente.

Este conjunto de habilidades da liderança qualificada cria um ambiente positivo, incentiva a inteligência coletiva e impulsiona os resultados da empresa. 

  1. Promova saúde e bem-estar

Um ambiente saudável se completa com pessoas também saudáveis. Porém, corpo e mente adoecem por uma infinidade de motivos. Portanto, cabe ao RH criar as condições mínimas para que os doentes se tratem e que os sãos possam desenvolver atividades e hábitos saudáveis.

Por outro lado, a redução de problemas de saúde diminui também o turnover e o absenteísmo, além de criar um ambiente em que todos se sentem seguros e amparados, em caso de emergência. 

Dessa forma, a política de RH – que reúne um conjunto de normas para determinar como os colaboradores devem se comportar em relação ao trabalho – deve contemplar benefícios como plano de saúde, seguro de vida e plano odontológico. Além de fornecer equipamentos de proteção individual (EPIs) ou monitoramento pessoal, em caso de atividades de risco.

É aconselhável também oferecer ginástica laboral e uma jornada de trabalho flexível, permitindo aos colaboradores programar sua vida pessoal e ampliar sua convivência familiar. 

Em suma, temos aqui dois fatores, a segurança e a liberdade, vitais para a construção de um bom clima organizacional. 

  1. Transparência entre RH e colaboradores

Certamente este é um dos fatores mais importantes no que se refere ao relacionamento entre RH e colaboradores. 

E a boa notícia é que, com o avanço tecnológico, os profissionais de Recursos Humanos podem contar com excelentes ferramentas digitais, como a Ponto Icarus, para humanizar essa relação.

A cultura da transparência se fortalece quando as informações são disponibilizadas por um sistema amigável e acessível. Isso não só confere uma sensação de segurança, bem como evita processos trabalhistas.

Além de ser um meio simples e direto de comunicação e gestão, este sistema  oferece informações atualizadas e disponibilizadas online sobre escalas, banco de horas, horas extras e todos os demais dados referentes à jornada de trabalho. Ou seja, o colaborador pode sempre consultar sua situação, sem burocracia. 

Com o registro de ponto eletrônico, tanto a empresa quanto os colaboradores sabem que os dados referentes ao trabalho ficam registrados e não podem ser alterados. Isso traz mais transparência e tranquilidade jurídica para ambos. 

No momento em que a empresa aplica ao menos um dos cinco itens que listamos, você vai ver que o clima organizacional começa a ficar mais leve e, ao mesmo tempo, mais produtivo. Conheça a ferramenta que vai te auxiliar na gestão: https://pontoicarus.com.br/#cadastroTrial

Inscreva-se e receba o nosso melhor conteúdo!

Conteúdos incríveis sobre produtividade, atualizações e ferramentas!

Deixe um comentário

Pressione ESC para fechar