Pressione ESC para fechar


1

O crescimento do uso do ponto eletrônico no período da pandemia

Com a pandemia causada pelo vírus Covid-19, as sociedades e os governos de todo o mundo tiveram que se adaptar para prevenir que essa crise sanitária fosse ainda mais prejudicial para as pessoas.

O trabalho é algo essencial e que não pode parar, mesmo em vista desse cenário tão trágico. Por isso, algumas mudanças foram feitas para que as pessoas pudessem continuar exercendo suas atividades profissionais se expondo de forma mínima ao perigo. Umas das ferramentas mais utilizadas para isso é o ponto eletrônico.

Ele tem tido um papel essencial durante pandemia e representa uma inovação significativa e bem-vinda na tecnologia.

Como funciona o ponto eletrônico?

Existem diferentes tecnologias que hoje realizam a função de ponto eletrônico. A base delas é a mesma: um aplicativo que cada trabalhador instala em seu próprio celular e, por meio dele, registra o seu ponto ao entrar e sair do trabalho, ou de acordo com que a empresa exigir.

Portanto, essa é a função primordial dessa tecnologia: registrar horas de trabalho, faltas, abonos, atrasos etc.

Isso acontece por meio de uma união de diferentes funções que irão garantir a confiabilidade das informações. Por exemplo, há um controle de geolocalização que irá dizer onde o funcionário estava quando bateu o ponto.

Isso evita fraudes do tipo: o trabalhador não havia chegado ainda na empresa, mas bateu o ponto para não ser registrada uma falta.

Além disso, há também um sistema de reconhecimento facial que é necessário para confirmação do ponto. O objetivo dessa função é evitar que outra pessoa que não é aquele determinado funcionário registre o ponto.

Enfim, a tecnologia de ponto eletrônico é pensada para fornecer resultados seguros e para contribuir para a saúde dos funcionários. Entretanto, como é um sistema que vem agrando muitas pessoas e conta com alta tecnologia, prevê-se que irá continuar sendo usada mesmo após esse período de crise sanitária.

Como o ponto eletrônico contribui para a manutenção da saúde?

Os pontos tradicionais contavam com diferentes pessoas tocando com a mão o mesmo aparelho logo depois que chegavam na empresa, caminho que muitas vezes era feito através de transporte público e afins.

Dessa forma, havia uma troca muito grande de contato indireto entre os funcionários. No cenário de pandemia isso é algo extremamente fora das regras de higiene. Por isso, ao ter um método em que cada um registra individualmente seu ponto no próprio celular, é algo que contribui positivamente para a manutenção das regras de isolamento social no trabalho.

Pensando nessa necessidade de prezar pela saúde dos funcionários, tanto pela questão humanitária quanto para não prejudicar financeiramente a empresa, a maior parte das empresas, seja aquelas que estejam em home office ou mesmo aquelas que estão trabalhando presencialmente, passaram a aderir esse meio de bater ponto.

Por isso que o ponto eletrônico vem crescendo tanto no período de pandemia, pois é bem mais higiênico que os meios comuns e evita propagação da doença.

Para mais informações sobre o sistema de ponto eletrônico, visite nosso site e faça uma avaliação gratuita pelo período de 14 dias com nossos profissionais.

Romero Alcantara

CEO | Ponto Icarus

Um comentário

  1. 3 dicas para melhorar o controle no sistema de ponto da sua empresa - Controle de Ponto Online | Icarus em 7 de abril de 2021

    […] fim, como última dica, invista em uma tecnologia de gestão que dê a você a total capacidade de gerir eficientemente o sistema de ponto eletrônico de sua […]

Comentários encerrados.